quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

OLHO NO OLHO


Momento que antecede o
nosso encontro,
meu coração bate acelerado.

Quando meus olhos,
de longe te vê chegando
coração transborda de alegria.

Perfume que sinto e é real,
presença clara e verdadeira,
agora é olho no olho.

Abro os braços,
sinto seu abraço,
calor que se multiplica.

E pra selar nosso encontro,
nossos lábios se calam,
no longo e demorado beijo.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 9 de dezembro de 2012

POR TI


Por ti... Minha alma existe,
longe de ti tudo é triste,
és minha melodia, riso, canto e dor.

Por ti que as vezes choro,
é quem tanto adoro,
é o meu caminho para o amor.

Quando estas distante, padeço,
nem quando durmo te esqueço,
és minha oração preferida em meu leito.

Por ti... ignoro a dor.
Por ti e por teu amor,
é que existe alegria em minha alma.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 20 de novembro de 2012

INSPIRAÇÃO


Nas linhas de um pedaço de papel,
posiciono as palavras da nova poesia.
Ela não tem linguagem
e muito menos censura,
traduzindo em todos os idiomas.

Assim com o rio,
seguindo seu curso em direção ao mar.
Não tem limites a imaginação,
por serem espontâneas as frases.

A minuciosa flor,
traduz inspiração
é como ter nas mãos cristais,
da impecável geometria da natureza.

Desta forma é que traduzo a poesia,
desta forma vejo a poesia.
É com a alma e a grandeza do poeta,
que nas frases curtas e diretas
levo ao coração toda inspiração.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

FALSOS AMIGOS


Durante o tempo em que conhecemos novas amizades,
percebemos que doamos pra valer nosso tempo a elas.
Cegos de alma e coração não conseguimos compactuar,
vejo o grande engano desta possibilidade que a todos nos persegue.

Mostrando suas garras e sua falta de caráter diante de situações,
esses FALSOS que insistem em atrapalhar pessoas de bem,
ignoram sempre que podem os objetivos das pessoas que crescem e são bem vistas,
e quando percebemos vemos que fomos manipulados pro seu interesse e contentamento.

Nas verdadeiras amizades sou doador do bem de todo coração,
não enxergando os FALSOS que nos rodeiam e querem nos prejudicar.
A sensatez é a busca de nossas almas e de grande promessa ao amor,
ignore, fuja, corra destas amizades FALSAS sem piedade.

Quem tem amor no coração, tem amigos fieis e verdadeiros por toda parte,
quem é de bem não engana seu próximo e sim cresce juntos em toda as circunstâncias.
A VERDADEIRA AMIZADE não traz má influencia.
A VERDADEIRA AMIZADE a influencia é de crescimento mútuo sem fronteiras.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

SOU PARTE DO SEU MUNDO


A saudade que brilha em mim
é a história em sua vida,
onde do meu amor tudo sabes...

Em nossa audácia tudo foi forte,
barreiras quebramos sem temor
e nossas emoções vivo a pensar.

Lembra, Lembro,
onde do meu amor te falei
quando você me pediu.

Na troca de olhar nos encontramos,
não vou fingir o que estou sentindo.
Espere, pense e sinta.
Sei que ficas tensa toda vez...
Porque sou parte do seu mundo.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: meramente ilustrativo ( Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 28 de outubro de 2012

PERDOA-ME


O tempo passa rápido e...
ao mundo cheguei para amar,
cuidar de ti...
                                   não o fiz.
Perdoa-me óh tempo.

Em meu coração ficou a dor,
sobre areia branca do mar
e no vai e vem das ondas,
levou o puro amor.

Perdoa-me óh tempo.
Em meus olhos, hoje me vejo sem forças,
na minha fraqueza não pude levantar.
Hoje sou triste com olhar ao tempo...

Pelo jardim posso te sentir,
a suave brisa que por mim passa.
Certeza que você passou por mim,
e o melhor de mim,
eu mesmo não lhe dei.
Perdoa-me óh tempo.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativa (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 21 de outubro de 2012

CALCINHA RENDADA


Sensual garota que me encanta,
de olhar e sorriso espontâneo.
Te vejo com todo cuidado sobre a cama,
corpo relaxado no lençol branco.

Em vê-la, sobe-me um calor...
com destaque, suas coxas exibidas.
Atração que me alucina, exibindo sua calcinha,
com cuidado admiro todo aquele ser.

Em teu corpo a renda destaca,
a pele predominante.
Emoções que me invadem,
em todo meu corpo.

Esta calcinha rendada,
bandeira do meu coração.
Simbolizando todo erotismo,
deste corpo quente, 
transbordando todos os desejos que nele há...

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

LEMBRANÇAS DE AMOR



Nas boas lembranças,
ficam os sonhos...
Dos momentos de alegria,
Vejo como é bom te amar.
Vejo como é bom te sentir.

A distancia pode existir ao longo da vida,
mas me sinto próximo a ti
e juntos mesmo no pensamento me sinto mais forte.
Por este amor, sou grato,
por saber que não ha fronteiras.

Tudo entre nós é sem limites...
na dimensão de nossas vidas,
nosso amor é assim:
O ontem,
            O hoje, e...
                    O amanhã,
Perdurará para sempre.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem:  Meramente ilustrativa (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sábado, 6 de outubro de 2012

DESEJOS QUE AQUECE



Nessa pele morena...
cor do pecado.
Nos teus olhos, o fogo e fascinação,
olhos de desejos que aquece todo me ser,
a alma que nos envolve na mais pura intimidade.

Suspiro que embala todos nossos músculos,
que em minh`alma enlouquece.
Assim como o perfume,
que se abrigam nas flores,
e nas pétala a macieis posso sentir teu corpo.

Quero aos seus pés de joelho te sentir,
em teus lábios o gosto dos teus desejos.
onde sinto a vibração do teu puro prazer,
que no momento o teu alento sou eu,
e no beijo quente e penetrante sinto o teu puro necta da vida.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 18 de setembro de 2012

SENTIDO DO MEU AMOR


O tempo que não volta atrás,
é a saudade de ontem que ficou,
é o amor que adentrou no coração.

A saudade que vem e fica,
é que me faz lembrar de tudo um pouco.
De todo esse amor que se alojou no peito.

Momentos em que chorei,
na face as marcas destas lágrimas da saudade.
Que na distância se perdeu.

Com você aprendi, ter paciência.
Com você aprendi o sentido do amor.
Com você meu mundo se completou.

Pra toda a eternidade, o teu amor levarei,
mesmo que bata esta saudade, olharei pra traz,
e encontrarei teu semblante seja onde for,
me mostrando o sentido do verdadeiro amor.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sábado, 8 de setembro de 2012

LEMBRANÇAS


Nas boas lembranças,
ficam os sonhos,
ficam os momentos,
momentos de alegria.

Vejo como é bom te amar,
vejo como é bom poder te sentir,
e recordar de nossos momentos,
que pertencem somente a nós.

Pode existir a distância,
mas, me sinto próximo a ti,
e juntos te sinto muito mais minha,
sou grato por este amor.

Nosso amor não existe fronteiras,
tudo é sem limites.
Na dimensão de nossas vidas,
nosso amor é assim:

O ontem,
O hoje,
e...
o amanhã,
perdurará para sempre.


Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso



domingo, 2 de setembro de 2012

CAMINHO DO AMOR



Boca dos meus desejos,
lábios que me dominam,
carinhos do meu dia-a-dia.

Paz que gosto de ter,
no amanhecer o teu sorriso,
segredos da noite de amor.

Através dos seu olhar... posso ver,
emoções do infinito espaço,
neles posso ver a indiferença da distância,
onde todos os caminhos me levam a você.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

CAMINHOS QUE ME LEVAM A VOCÊ


Beijos que me dominam,
lábios dos meus desejos,
boca que aquece todo meu ser.
Carinhos que sempre quero ter.

Em cada amanhecer o teu sorriso,
é a paz que gosto de ter,
no teu corpo o cheiro do prazer
segredos da noite de amor.

Através do seu olhar... posso ver,
emoções da infinita entrega.
Neles posso ver o verdadeiro amor,
onde todos os caminhos me levam a você.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

TUA ÂNSIA


Sentir seus lábios
a cobrir minha boca de amor;
sinto seus braços à me envolver.

Tudo me faz flutuar,
perco a respiração
correspondendo a tua ânsia.

Neste teu mundo extasiante,
quero ficar e...
ao teu lado me sinto confortável.

Hó, beijo que me envolve,
suspiro que me domina,
amor que me eleva a realidade.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso


quarta-feira, 1 de agosto de 2012

SUA VOZ



Fecho meus olhos,
sempre que ouço tua voz,
penetrando em meu ser,
me abraçando e...
me envolvendo com teu puro amor.
Sinto tudo... tudo muito real
e me vejo a sonhar.

Tuas caricias que vem dos teus braços,
a voz que vem e faz todo sentido.
Sonho que estou em suas mãos
me causando vertigem,
em mim tudo se exala,
êxtase do teu ser sobre mim,
intimo momento da tua voz real,
pairando sobre min-alma...

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente Ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso


sábado, 21 de julho de 2012

AMOR QUE REVIGORA


Na eternidade dos minutos,
o aumento da saudade...
Saudade de viver longe de ti.

Como a nuvem perdida sobre o sol,
tento seguir sua luz, mas...
meus passos conduz a distância.

Procuro novo rumo pra te buscar,
direção sem destino,
ando por estrada que nunca andei.

Vivo na saudade de voltar,
sonhando nas lembranças de ontem,
recordando do amor distante.

Este sentimento que não esqueço,
amor que revigora todo o meu ser,
e que já mais envelhecerá.


Autor: Edison de Oliveira Cardoso


Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )


Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso







domingo, 15 de julho de 2012

DEUSA DO MEU SER



Pensando em você,
o coração dispara,
assim como tua imaginação
ao teu destino te leva.

Segui sua chama,
onde exala teu perfume.
e ao reduto do teu coração cheguei,
é o verdadeiro amor a fluir.

A ti cheguei com alegria estampada...
com espanto na face, sorriu.
Veio a mim calada,
como uma flor a desabrochar. 

Aquele momento vivi com alegria,
e tudo de prazer que me deu.
Te olhando ganhei o dia,
como um belo alvorecer.

Oh... deusa do meu ser,
tu és o recanto mais belo
onde no teu corpo me entreguei,
sem dizer nada o amor se fez.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

segunda-feira, 9 de julho de 2012

MAGIA DA DANÇA


Quando se celebra a vida,
ela dança com sua alma,
numa entrega suave a si mesma.

Espalhando em sua volta... vida,
despertando encanto e fascinação,
em todos os cantos, provocando mistério.

Você me tira do sério,
exaltando alegria e paixão,
dança que provoca os deuses e a mim.

Tua magia é como mistério,
atras do seu véu de cetim,
onde sua essência nos traduz.

Teu corpo é arte e magia,
através do teu véu teu olhar me seduz,
que nos movimentos se entrega na ânsia
de me ver feliz.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente Ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 5 de julho de 2012

FAROL


Próximo as rochas da montanha,
a casa solitária esta.
No céu a lua cheia ilumina o mar,
resplandecendo flores e tudo ao seu redor.

Na encosta o Farol  reflete a direção,
das embarcações indicar.
Na imensidão do mar,
os navios ao cais.

Farol que circula dia e noite
em seu giro indicando a direção.
Sobre o mar e nas ondas,
espumas brilham com liberdade.

Luz do abrigo seguro,
tendo como referência se foco.
Protegendo navegadores em sua rota de chegada,
de sua luz forte ao destino final.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 1 de julho de 2012

LÁBIOS QUE AQUECE


Neste instante não te vejo,
teu perfume paira sobre mim,
isso posso sentir...
teu cheiro é peculiar.

Não estou ao teu lado,
recordo das lembranças,
posso sentir,
dos meus pensamentos até você.

Dos teus lábios que aquece, a saudade
como sonho real e verdadeiro,
dos meus sentimentos
minha declaração de amor.

Por você tudo foi puro e sincero,
onde confesso o verdadeiro amor.
Momentos...
vividos de todo coração.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso




sábado, 23 de junho de 2012

AO SOM DO VIOLINO


Corações que se aquece ao som do violino,
onde na mesa o vinho é a nossa companhia,
em tuas mãos sinto o teu calor.

Nos teus olhos penetrantes me ponho a sonhar,
que na voz de sua boca sinto a tua paz,
onde meu coração é acalentado.

Ao som do violino,
quero mais, quero ir alem do momento,
encontrar teu corpo na tua pura sedução.

Noite do encontro e alem da madrugada,
incendiando nossas almas e nossos corpos,
na melodia do violino e nos compassos da musica..

Canção que transborda amor ao coração,
que nada é ilusão e nem imaginação.
Fazendo dos desejos o repouso do momento,
ao som do violino que nos envolve em todos os sentidos.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sexta-feira, 22 de junho de 2012

SAUDADE QUE DÓI... ( UM ANO )


Pai, porque teve que ser assim,
não esperava que fosse me deixar,
a vida nos separou e a morte e levou,
neste ambiente em que aqui estou, você já não esta.
Saudade que dói...

Nossas pescas que juntos fazia-mos, não mais faremos,
naquela areia fina seus pés não pisarão mais,
nossos braços, no abraço, não sentirei mais.
onde lado a lado na areia branca de ontem, só meus passos.
Saudade das nossas caminhadas...

Minhas mãos nunca mais segurarão as suas para lhe ajudar,
Como fazia quando criança, para que eu não caísse.
Em nossa liberdade de ir e vir em nossas caminhadas,
nossas confidências...
No rosto um do outro, nunca mais nossos lábios irão beijar.
Saudade do teu beijo...

Meus olhos e os teus meu Pai, ficarão na lembrança,
Você se foi e perto do criador  agora é tua morada.
Pai, a saudade é grande e nunca vou te esquecer,
quero de nossas alegrias, reviver nossos momentos.
A saudade vai acabar quando te encontrar...

Pai, a dor da tua ausência é a saudade,
no coração o vazio do teu amor ausente,
sei que mesmo ausente, tu estas presente.
Te amo meu Pai.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sexta-feira, 15 de junho de 2012

BEIRA MAR


A beira mar as ondas se lançam,
sobre areia branca se espalham,
que aos poucos retornam deixando seu rastro.

Na bela manhã o sol desponta
e ao som do mais límpido mar,
ao teu lado caminho de mãos dadas.

Nesta harmonia, nada é nostalgia
e no puro ar da manhã respiro paz,
é meu jeito de viver a beira mar.

No silêncio da manhã minha inspiração,
entre as espumas que rolam das ondas do mar,
vejo letras a se espalhar na areia.

É minha inspiração,
ao fundo o som do mar.
Poetizando o jeito que amo o mar.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 12 de junho de 2012

Tua Ausência


Eu só queria dizer...
conviver com sua ausência
e os carinhos interrompidos
e a frustração do amor adiado.

Quero dizer de como és importante,
e compartilhar de nossas conquistas,
de novas experiencias,
deslumbrando alegria do nosso crescer.

A cima de tudo, quero lhe falar,
que nosso afeto, alegria e a vivência,
fez de nós... vencedor.
surpreendendo um ao outro.

Vamos superar nossos desencontros,
destes dias, semanas e meses retribuir.
Hoje daria tudo para não haver distancia,
pois nosso amor é grande e maior que a distancia.

  Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 7 de junho de 2012

FIM DE TARDE


A água que te refresca,
em  cada fim de tarde,
é o esplendor que contempla
toda natureza do seu corpo.

Entre as nuvens, encabulado o sol está,
onde seu calor é dissipado entre a marola do mar,
que no teu corpo moreno absorveu,
transmitido toda sua paz.

Cabelos que se embalam nas ondas,
e no seu corpo desenhos se faz.
Seios que empinam pro céu,
apontando para o firmamento o sentido da natureza.

Corpo que se banha livremente,
toda liberdade do momento.
Por onde passa deixa seu rastro,
brilho na face, semblante sereno,
corpo entregue e querendo somente a si.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso


domingo, 3 de junho de 2012

ESTRANHO SENTIMENTO


Alegria ao vê-la chegar,
estranho sentimento
em que abala meu corpo.

No peito o coração dispara,
acelerando a respiração e todo meu ser.
Fico tenso,
é o sentimento do mais puro amor.

Entro em conflito com meu corpo,
essa tormenta em meio a calmaria,
da min-alma confusa.

Sinto o medo do desejo.
Sinto a vontade da razão,
Conflito do sentimento e do coração.

Sentimento presente,
na verdadeira loucura.
Fico na espera da tua chegada,
desta situação real e verdadeira,
para poder te amar, só mais uma vez.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sexta-feira, 1 de junho de 2012

DANÇA DO VENTRE


Sangue que corre em suas veias
é o reflexo da paixão na dança,
onde teu corpo e seu ventre se solta
e sem rédias galopa como guerreira.

Desejos incessantes de bailarina,
na face reflexo e concentração,
no corpo embalado pela música,
nos olhos alegria e magia.

Teus lábios carnudos e vermelhos,
traduz desejos através dos movimentos.
Desejos pulsa em seus quadris,
como a lua cheia no jogo do amor.

No corpo seu véu de cetim e seda te cobrem,
sedução do teu corpo semi nu.
No suor o véu que cola vejo tua imagem na transparência,
raros momentos emergindo desejos que aflora
ao som da mais linda melodia.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quarta-feira, 30 de maio de 2012

DANÇA DO AMOR


No ritmo da musica,
teu corpo dança.
Feito folhas ao vento,
ele vai embalado nos teus sentimentos.

Se algo lhe faz perder o ânimo,
outro ritmo te reacende.
Tornando-se mais forte e sensual,
sem que teu espirito sinta.

Olhar teus movimentos é te sentir
Olhar teu semblante é saber dançar.
Quem dera ter esses sentimentos,
na busca dos teus sonhos e refaze-las.

Me basta te ouvir,
na musica que te leva... alem,
não me importando o que esta em volta.
Quero desbravar na tua entrega... teu corpo,
teu cheiro e tua suavidade junto a mim.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 27 de maio de 2012

VAGÃO DO AMOR


No poente... finda o dia,
e quando chega a noite não há saída
o desejo é seu e meu.

Na cabine do vagão
onde o espaço é só nosso,
fazendo dele nosso ninho de amor.

A sépia imagem de sua face,
lábios que se tocam,
carícias sem medidas onde tudo vale.

Saudades do que vivemos,
na bagagem, há... não há bagagem.
Estação que finda a viagem, no curto tempo.

Na pequena cabine o tempo passa,
o relógio pára na cumplicidade,
no cartão postal as lembranças.

Nada se dissipa, é pra sempre...
no por do sol do novo dia,
lembranças do nosso momentos,
que ficou no vagão do amor.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso



quinta-feira, 24 de maio de 2012

AMAR DE VERDADE


Caminhos diferentes,
de um Homem
e uma Mulher.
Vontade de uma amor intenso.

Um amor incomum,
de duas vidas distintas.
Querendo vencer distâncias,
na verdade de amar intensamente.

Desejo de te amar?
De me entregar completamente?
Há... essa agonia no peito,
de uma saudade aqui dentro.

Esse amor incomum,
de caminhos diferentes.
De uma paixão louca e verdadeira,
esse amor que se vive e é sentido.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 20 de maio de 2012

PAI É QUEM ESTA PRESENTE


Não vou chamar-te de padrasto,
e sim você é meu pai de verdade.
Quem muito poderia fazer , não me faz e nunca me fez nada.
Pai, pra mim fizeste tudo, que por outro lado nada ganhei.
Do amor e boas maneiras ensinaste.
A ti sempre quero estar ao teu lado e te ouvir, como um pai verdadeiro.

Tu es meu amigo e confidente nas horas que necessito,
onde tudo tenho ouvido sem me recriminar.
em cada minuto te amo cada vez mais.
Chegaste quando criança 
e já chegou me conquistando e eu te amando.
Quando não estai, na ausência sinto tua saudade.

O teu abraço, teu beijo e teus carinhos,
é verdadeiro, posso lembrar e senti-la.
Onde neles me aconchego e sou feliz,
momentos que nunca tive do meu pai biológico'.
que de sua voz só grito e xingamento, educação nunca houve.
onde nada traz pra nosso sustento como um pai biológico.
A ti meu pai (Padrasto) verdadeiro, aprendi a essência do amor .

Basta em nossos olhares...  a bagunça esta feita,
simplesmente pelo nosso amor e cumplicidade.
Como queria ser sua filha simplesmente,
e te amar cada vez mais e ser verdadeira a você meu pai.
Pai... no meu coração bate o verdadeiro amor
o amor que vem do fundo e é puro por ti.

E como pai, algo não esta certo,
Sinto o teu abraço e teus beijos espontâneo.
Carinho que hoje já não tenho...
e sim o seu despresso e sua indiferença.
Filha, você era tudo  que eu tinha e queria ao meu lado
e hoje não tenho nada que ontem ainda podia sentir e isso doe.

O arrependimento do meu amor hoje é constante 
por toda minha dedicação e carinho do meu amor por ti.
Hoje minha mágoa é real e me coroe por dentro e verdadeiro,
Que um dia tudo por ti lhe dei com as melhores das intensões,
hoje nada tenho senão uma máscara em sua face que muito magoa,
por ama-la como amei.
Sim você...
" Vi "

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso












terça-feira, 15 de maio de 2012

BRISA DA NOITE


É na escuridão da noite,
que me pego a conversar...
onde o diálogo é com a lua
e as estrelas no céu.
Nos meus segredos nada recriminam.

Com a brisa da noite,
e o céu como palco,
no brilho das estrelas,
vejo seu sorriso no horizonte,
como desenho do seu nome.

Sozinho no meu espaço,
no céu cheguei.
Tendo como cúmplice o meu amor,
onde frases conspiram deslizando sobre o papel,
nelas as poesias dos teus segredos.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso





sexta-feira, 11 de maio de 2012

NOITE DE LUAR


Nas noites e no luar;
É teu sorriso a brilhar
e nos teus lábios... meus versos,
em que tua alma se faz poesia.

Neste seu meigo olhar que é meu vício,
como uma promessa do meu novo dia
transbordando vida e  luz,
sobre nossos caminhos.

Em nossos corações o voo
e ao vento livre se vai.
Assim como a esperança,
brotando em nossas vidas.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quarta-feira, 9 de maio de 2012

TEU CALOR


Quero do amor,
viver de coração.
Onde a paixão não tem dor
nos teus encantos.
Suspirando o que amamos.

Quero dos teus lábios
e do teu amor,
me envolver em teus seios
na esperança de adormecer
e sonhar no teu calor.

Meu coração e minha'alma,
quer a noite doce dos anjos.
Suspirando nos quatro cantos
momentos de amor
e o perfume de sua pele.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente Ilustrativo ( Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 8 de maio de 2012

CRIADOR


Manhã de inverno,
na relva, veludo branco
cobrindo o verde sem cor.

Sol tímido entre a nevoa,
entre galhos alimento farto
pequenos raios do sol se vê.

No galho seco da fruteira,
pássaro parecendo bola de pena,
para se aquecer do frio.

o silêncio da manhã
transborda novo dia,
onde o criador é o
protagonista.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso


sábado, 5 de maio de 2012

QUARTO DE MOTEL


No quarto e sobre a mesa, champagne.
Ao fundo, o som da hidro massagem.
No ar o perfume da cama.
Elementos básicos, nada mais...

Minha vontade era nossa,
na boca o gosto do amor.
Nos lábios entre abertos,
senti seus mais doces desejos.

Com suas mãos ereto esta,
e nesse momento pedindo passagem,
como dona da instalagem
pediu para entrar.

Tua vontade foi saciada,
depois do amor tua paz.
No teu beijo o calor da paixão,
do quarto do motel não esqueceremos.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso


quinta-feira, 26 de abril de 2012

SEGREDO


Grito abafado... me calo.
Com teu perfume no ar,
no pensamento... você.

Me perco nos teus desejos,
sentimentos que é meu e teu,
se perdendo nos beijos.

Sonho real,
nos levando ao amor,
momento de segredo,
momento só nosso.

Onde nada é pecado.
Me entrego... me doo,
pra poder te sentir.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 22 de abril de 2012

NOSSO AMOR ( Soneto )


Feche seus olhos
e sentirás saudades,
ao ver meu sorriso.
Nosso amor,  vive assim.

Queria da tua boca, recitar meus poemas,
expressas todo amor que nele há.
Sentir no meu ouvido,
toda macies da tua boca.

Sobre as folhas... orvalho rola ao chão,
como a pluma flutua no ar.
Assim são seus lábios,
a pronunciar palavras de amor.

Sempre que juntos estamos,
partilhamos nossas emoções,
ternura que expressamos.
Não há distância em nossa paixão.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quarta-feira, 18 de abril de 2012

LUZ E POESIA


Dentro de mim...
Há luz e poesia,
que se renova a cada manhã.

Onde o céu é meu palco,
no papel meus sentimentos.
Ao abrir as cortinas, medito...

Minha emoção maior,
é acreditar em minha luz,
escrevendo e respirando poesia.

Muitas vezes abstratas e diretas...
Na poesia que ilumina,
corações obscuros no tempo.

Quero minha poesia,
iluminando seus dias e momentos,
como o sol e a lua,
respirando desta fonte energia.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso


quarta-feira, 11 de abril de 2012

ANJO DE LUZ


Muitas vezes suas mãos posso sentir ao chegar,
me trazendo conforto e alegria.
Do teu abraço e teu olhar,
me levando sem exitar.

Tua voz em nossas conversas,
muitas vezes não entendo.
Mas... vejo grande sabedoria no que diz,
onde o meu espirito em ti confiou.

Tu és meu guia de luz
e minha gratidão.
Este teu brilho que reluz amor,
me guardando e vigiando.

No meu quarto vem me buscar,
te vejo linda e de sorriso puro.
Quando me dou conta... já se foi,
e no ar só o teu perfume.

Passeios que me envolve em lembranças,
espirito de luz real que me leva onde quer.
Transmitindo a energia de paz e amor,
do verdadeiro anjo de luz que me conduz.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo (Google)

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sábado, 7 de abril de 2012

A VIAGEM


Em todo nosso amor,
não lhe trouxe a vida.
Simplesmente o meu romantismo,
que, em nossas caminhadas de ternura foi.

Em nossos momentos de alegria, 
estrelas e o luar, coloriu e iluminou nossos passos.
Entre olhares a cumplicidade do amor.

Minha maior riqueza é o teu sorriso,
em que o tempo é todo nosso.
Seja onde for, nosso amor
é vida nessa viagem.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quarta-feira, 4 de abril de 2012

ESSÊNCIA DO AMOR


A natureza que me invade,
é a harmonia das flores,
colorindo a alma e o coração.

São formas simples e puras,
no ambiente de cores e aromas,
envolvendo todo nosso ser.

Assim como as folhas e flores ao vento,
o movimento nos entrelaça,
refletindo sentimentos do nosso amor.

Em nosso laboratório interior
as dimensões são inigualáveis,
como a essência de inalar seu corpo,
nos conduz ao prazer.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo

Escritor e poeta
Edison de Oliveira Cardoso



segunda-feira, 2 de abril de 2012

SOU O QUE SOU

Arquivo pessoal

Não quero depender de alguém,
tento através do meu talento:
Ser criativo, ousado e amigo,
é meu direito de me sentir incomum.

O talento que Deus me deu,
não foi eu quem a escolhi;
quero sonhar e contribuir,
talvez ter os riscos calculados.

Se falhar tento novamente.
Não me curvo diante das dificuldades e da injustiça,
não troco minha dignidade.
Quero minha esperança renovada.

Tudo que herdei na vida foi através do meu trabalho,
sem medo de agir
diante das oportunidades
e dizer pra você: SOU O QUE SOU.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Arquivo Pessoal

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sexta-feira, 30 de março de 2012

PESCADOR


Pro mar o pescador se vai,
ondas que vem e que vai
balançando a embarcação
e la se vai.

A vista do pescador,
cardume se vê
lançando rápido a rede,
fardo pesado assim se faz.

Com a marola
o barco balança,
onde mais alem
peixes esticando a rede .

A rota se segue,
no mar a navegar.
Peixes na rede,
fartura de Deus.

Obrigado senhor,
por esse mar para nosso sustento
no horizonte seu lar já é vista,
e o sol já alto, completa mais um dia.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo.

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 27 de março de 2012

TEU JEITO DE ME OLHAR


Teu jeito de me olhar,
me desequilibrou;
ficando no ar... dúvidas.

Teu jeito de me olhar,
balança meu sentimento;
como um temporal... sobre mim.

Teu jeito de me olhar,
produz sonhos mesmo acordado;
derrubando.... armadilhas.

Teu jeito de me olhar,
tem o raio do pecado;
me fazendo... sonhar.

Teu jeito de me olhar,
tem a pura magia;
transformando sonhos... em realidade.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 22 de março de 2012

TEU SONHO


Venha e sinta o meu calor,
venha e sonhe após o teu cansaço,
venha e adormeça nos meus braços.

Do longo dia, a espera dos meus carinhos,
vencida pela distância dos meus olhos
e... próximo ao coração.

Quando despertar, não pare de sonhar,
te farei mulher no meu desejo de te amar.
Serei teu tal, aos teus sonhos.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente Ilustrativo

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

segunda-feira, 19 de março de 2012

MEU SILÊNCIO


Na altitude da montanha,
ouço somente o silêncio e meu coração
onde tanto me diz.

A música deste silêncio me envolve,
como as teclas e o som de um piano
transbordando versos de uma nova poesia.

Sincronia dos compassos e tempos,
magia sincronizada do poeta
que através dos anos não esquece.

No silêncio, escuto a correnteza do rio,
onde bebo água cristalina da fonte divina.
Fonte de prazer que vivi.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativa

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 15 de março de 2012

PRIMEIRA NAMORADA



Num bilhete trocado,
num olhar recatado.
Silêncio na sala de aula,
encontro marcado.

Uma paixão que nasceu,
uma espera interminável.
Cabelo bem penteado
e... perfume roubado.

A espera não foi longa...
quando chega, alegria estampada,
lado-a-lado, caminhamos felizes
mãos suadas e trêmulas.

Na falta de assunto, calados ficamos,
na praça estamos e no banco nos aconchegamos.
Na troca de olhares sua mão peguei,
que coragem tamanha essa façanha,
da primeira namorada.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente Ilustrativa

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso


terça-feira, 13 de março de 2012

ETERNAMENTE


Nos caminhos onde passamos
e dos lugares que ficou.
As lembranças me traz saudades,
essa sensação única.

O toque, o som e sua voz,
uma vida que ficou.
Onde o coração dispara.
Ao lembrar... minha voz some.

Saudade que ficou,
da separação que não separa.
Quando quero falar, a voz se cala,
por não estarmos inteiros.

Parte de mim que sobrou, você levou,
na divisão da vida.
E hoje não somos inteiros
e no peito só o teu ser ficou...
Eternamente.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente ilustrativo

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 8 de março de 2012

DO OUTRO LADO


Na vontade de te sentir,
toquei o vazio.
Ergui os braços,
para seu rosto acariciar.

Com meus olhos fechados,
sinto visualizar sua boca.
Num sorriso sem igual,
que esta do outro lado.

Queria tua voz,
nas minhas noites vazias.
Queria meus sonhos,
e a esperança chegar.

Esperança que do outro lado,
um dia vamos nos encontrar.
Nunca é tarde,
e essa espera não vai nos separar.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Meramente Ilustrativo

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso