segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

NOSSA PRIMEIRA VEZ



Nossa primeira vez, não se esquece...
recordo com carinho todos os nossos momentos
e teus desejos puros e inocentes a se entregar.

Teus desejos decifrei
através do seu olhar
e o cheiro do teu corpo a me chamar.

Tua vontade é como um poema perdido,
a procura para ser lida e desvendada;
Assim são suas carícias no meu corpo nu.

O inesperado do seu corpo
é o amor erótico que me seduz,
nos limites do teu corpo,
foi nossa primeira vez.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso





sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

VITORIA




Nossa vitoria,
é de muita luta.
Ter a gloria  é
saber lutar e saber perder.

Na derrota,
estamos competindo,
nada nos consola,
no empate desta luta.

Importante é competir,
temos que ter raça,
temos que ter lealdade.

Sem trapaça,
sem desonestidade.
O melhor vencerá...
e vencer com dignidade.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 18 de dezembro de 2011

SÓ A MIM




Na ausência da minha felicidade
predomina a tristeza.
Procuro entender e
vejo que ambas caminham lado-a-lado.

É na tristeza que minha percepção,
que procuro entender a missão na dor.
Minha risada fácil, no fundo é aparência
de não existir felicidade.

Não sou como muitos,
que amigos tem,
tive sim... só a mim,
nos meus pensamentos verdadeiros.

Nos meus ais
não estou só por estar,
estou porque a vida
me fez ser só nos meus pensamentos
e na forma que sou e de agir.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sábado, 17 de dezembro de 2011

VEM




No teu corpo,
minha boca e meus lábios...
se perdem.

Na tua boca,
seus lábios se apertam...
de prazer.

No nosso amor,
o silêncio se faz...
momento de êxtase.

É no teu olhar,
que me diz... Vem...
vem que sou sua.

Nas caricias do teu ventre,
é que me perco...
cheiro que me exita.

Na tua pele aveludada,
sinto seus arrepios...
chegando ao clímax.

Onde teus desejos escondidos,
agora é meu...
no prazer só nosso.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

NO DESTINO DA VIDA



Em tua boca,
cometi meu pecado.
Nos teus olhos,
abrigou meus receios.

Nos teus braços,
me senti cercado.
Na tua pele,
senti teu calor.

No teu corpo,
senti teus desejos.
Foi na tua boca,
que abrigou a minha boca.

Nos teus cabelos,
me senti preso.
No destino da vida,
encontrei o teu amor.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

SINTO VOCÊ



Em meu quarto...
me procuras.
No meu corpo é teu espaço,
te sinto se aproximar.

Na tua pele e no teu corpo,
mãos que deslizam,
corpo que arrepia
da língua em sua cavidade.

Mau respiro, bem pouco,
te quero por perto,
não me movo
pra sentir teu corpo nu.

Na tua pele eu brinco,
sem distância sinto teu calor
instante teu e meu,
no teu êxtase o meu prazer.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

AO MAR DE BOMBINHAS

Olhando em volta
não há palavras que traduzam
nas grandes rochas
as ondas que batem e passam.

Água límpida e azuis
borbulhas entre estreitos
nas pedras encravadas de mariscos e algas
num vai e vem sem limites.

No azul das aguas e...
o verde das matas que o cercam
o infinito que enche os olhos
de paz  sem fim.

Vento agita as matas e o mar
na areia segredos escritos
vejo tudo, felicidade sem fim.

Amor neste mar e céu
que se juntam ao fundo
transmitindo segredos
da natureza..

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 29 de novembro de 2011

POESIAS ENTRE LÁGRIMAS



Muitas vezes choro,
escrevo porque me sinto
fácil nas palavras
saindo do coração sentimentos.

Sinto nas palavras,
sinto nas letras,
as cores dos versos,
palavras do meu íntimo.

Tudo me domina...
Meus sentimentos
e meu amor,
nesta expectativa.

Vem de dentro de mim
e me deixo envolver nas palavras
como na ultima vez que chorei.
Chorei de verdade.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 27 de novembro de 2011

TEUS LÁBIOS


Esperado o tão sonhado beijo,
do ser amado que encontramos.
No teu sorriso
o teu desejo,
do longo e demorado beijo.

Ao tocar teus lábios
sensação ardente
do calor de seu corpo.
Beijo carinhoso
do tipo que fica.

Nos teus beijos viajo...
fico sem sair do lugar.
Amor supremo e delicado,
nos teus beijos
o amor despertando emoções.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 22 de novembro de 2011

TUA SAUDADE



Tua saudade me envolve,
saudade que gosto de sentir,
saudade que se sente contente.
Ao lembrar sinto a tua ausência,
em minha mente tua presença.

Sua chegada me faz feliz.
Com sua chegada, Há...
Mansamente se vai,
a dor da saudade.

Neste amor que contagia.
Neste amor da aproximação,
você é a realidade sublime,
de um amor presente.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

MEU PRESENTE AUSENTE



Queria que a luz de cada dia
iluminasse o meu dia.
Filha, você é minha poesia e...
minha inspiração do infinito amor,
e do seu olhar distante.

Filha, você foi o premio
mais valioso que Deus me deu,
nos teus olhos, eu vi PAZ e...
as cores do astro rei.

Queria do teu abraço
o aperto sincero,
você foi o anjo em forma de gente
que veio em minha vida,

Filha, você ilumina meu coração,
como o brilho das estrelas
numa constelação distante.

Filha, você é a flor do meu jardim,
onde distante o perfume é presente
trazendo beija-flor e borboletas.
Filha, você é meu presente ausente.
Filha, Te amo.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 13 de novembro de 2011

INFINITO AMOR



Teu amor enlouquece
como que fosse droga.
Sentimento que me domina,
sentimento sem medida
que suplica sua presença.

Pensamento oculto
do infinito amor.
segredo que é nosso
do querer devoto.

Êxtase da paixão,
faminta e incontrolável.
amor perfeito,
nada acontece que um não sinta...

O prazer deste amor,
palavras que não se explica.
Sentimento que é nosso.
Momentos que não se explica...
Se sente.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

SOMENTE A TI



Apesar da distancia, chego até você
de diversas formas:
pelas palavras, versos e poesias.

Onde sinto teu corpo
de formas diferentes.
Faço da poesia minhas mãos
a deslizar e te acariciar.

Desperto emoções e desejos,
Sinto em teus pensamentos
e no teu olhar.

Teu corpo tremulo
e no teu silêncio
baixinho me chama.

Como numa transmissão de pensamento
se aconchega e se entrega,
para retribuir meus carinhos
somente a ti.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

CONQUISTA DA ALMA

Poderei eu dizer-te algo
do que simples palavras?
Você percebe o sentido do amor,
se a conquista da alma
é a simplicidade do teu interior.

Para viver todos os momentos
é preciso sorrir sem fingir,
é preciso amar sem medo.
O amor é aventura do coração
abra o seu coração.

Coração que bate não tem motivos.
Pulsa sem enxergar o real valor da vida.
Entregue-se para o amor,
faça da sua alma sua conquista e
encontre a chave para libertar-se
conquistando o amor e a vida.

Se minhas palavras não lhes dizem nada,
se minhas poesias já não fazem sentido,
você não tem a sensibilidade
de sua alma,
você não encontrou a importância
das palavras e do amor.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

FONTE DE VIDA



Na vida à dois,
no eterno amor,
o amor se dá,
a vida explode.

No amor o som é calado
do jeito de entrega,
sublime momento
porto seguro do amor.

Neste momento a vida se fez,
a semente do amor, surgirá
no corpo o ventre dilata
o corpo se transforma.
O milagre da vida,
o pequeno ser extasia seu ser,
fazendo seu jardim tudo florescer,
tudo é real, alegria contagia.

Mãe, do presente e o futuro,
ponte do elo eterno,
do passado, do hoje, do amanhã e sempre,
uma semente rompendo barreiras.

Um coração ecoa compassado e forte,
cada vez sentindo maior,
a mãe como mulher sente -se completa,
sentindo-se forte.

Do principio ao nascimento
mulher, és a fonte da vida
santificada e abençoada
seja você eternamente.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 23 de outubro de 2011

QUERO TE AMAR




Quero te amar...
meu desejo é te amar.
Acelerado e descompaçado
o coração esta.

Meu corpo procura o teu,
busco em ti seus desejos,
se aproxima me querendo
buscando seu prazer.

Não tem limites nos dois,
eu te querendo
e você me querendo mais.

Nos teus olhos vejo seu prazer,
em seus lábios, sinto teu calor
calor do clímax do nosso amor.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

CARICIAS




Todo o momento
tua presença posso sentir,
a lembrança do teu calor
mesmo ausente.

Em meu corpo posso sentir,
em minha alma posso sentir.

Te sinto nos pensamentos
Te sinto no ar,
que respiro.
Te sinto no calor do sol,
que me aquece.
Te sinto no brilho das estrelas,
do firmamento.

Desta forma que te sinto,
nos teus gestos e no teu olhar
que te sigo,
e quando chego, és toda minha.

Sua respiração posso sentir,
minha presença é tua satisfação
onde calada quer me sentir,
deslizo meu corpo em caricias
e em meu corpo se entregar.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 16 de outubro de 2011

GRANDE AMOR



É natural do amor, o abraço,
o sorriso e o beijo.

Conte comigo amor, se precisar,
sou modesto e ouço o que te aflige.

Tudo o que tenho é pouco
mas esse pouco é todo teu.

O verdadeiro amor 
não traz palavras fingidas
ou falsas declarações.

O verdadeiro amor,
respeita o seu silencio.

O verdadeiro amor,
quer estar presente
e não ausente.

O verdadeiro amor,
tem que ser sincero.
e não a mais que verdadeiro,
do que um grande amor.

O verdadeiro amor,
é eu ter você
e você ter a mim verdadeiramente.
Verdadeiramente 
um GRANDE AMOR.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

TEU PRAZER




Os teus desejos meus olhos enxergam,
os teus desejos eu ouço.
Meu êxtase pulsa meu coração
e... te amar é meu remédio,
minha satisfação é tua também.

Teu olhar me faz bem,
entendo teu prazer.
depois do nosso amor
espero me recompor.

Me aprofundo no teu prazer
na posição que lhe convém,
no seu corpo deslizo minhas mãos
sentindo na pele tens desejos.

Teu orgasmo posso sentir
no templo do teu corpo.
Nunca seca meu prazer
sinto na tua respiração.

A minha penitencia 
é sentir o clímax do teu amor,
me beija e me olha
pedindo mais e mais...

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

AO SEU CORAÇÃO



Dentro de mim tem um sol
onde aqueço quem eu amo,
sei que Deus dentro de mim colocou.

Em cada dia e
em cada amanhecer
esse sol brilha
iluminando minha vida
e de quem quero bem.

Como um farol,
como um raio
ao seu coração
quero iluminar.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 9 de outubro de 2011

MENINA MOÇA




Singela menina
criança engênua
criança pura.

O tempo passa
corpo se transformando
e aos poucos modificando.
para a vida e...
amadurecendo.

És linda flor,
modos ainda de criança
mente desperta
para a natureza e
sem maldade no coração.

Menina flor, é primavera 
despertando para a vida
onde ao vento embala seus cabelos.
rosto rosado lindos como só,
transformando e vencendo
o que vier.

Serenidade do seu olhar
sem a contaminação do mundo.
Tu és a musa em que
a vida nos deu
no embalo do tempo, há...
TEMPO QUE É SÓ TEU

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Menina MULHER


Para:  Victória 
          Com carinho.
Teus sonhos de hoje
é o de amanha sem responsabilidade.
Teu olhar encantador,
este sorriso na boca
hoje deixou pra traz
no seu mundo.
Tua energia é a vida,
quando seu amigos lhe abraçam
já ficou e pelos dedos passou.
Relembras e tu se cala,
menina mulher não pare
reviva e ame.
Seja aquela menina
sonhe e...
volte a viver como outrora.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sábado, 1 de outubro de 2011

AMOR REAL E LEAL



A vida apresenta surpresas...
É forte e ela existe.
O amor une e não é imune
tende alimentar e não diminui.

No coração o amor é fiel.
Ninguém como você sabe.
Ninguém qualifica esse amor.
Você apenas senti.

Se amamos,
esse amor já mais pede provas.
Eu e você nos amamos igualmente
através da cumplicidade.

A paixão é só paixão.
O amor é real e leal ,
trazendo no coração
amor sem sofrimento.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

SEM LIMITAÇÕES

Cada um de nós vivemos
em fases diferentes,
podendo ser na tristeza e na alegria,
podendo ser na escuridão e na luz
e a vida nos mostra os lados...
Negativos e Positivos.

De outro lado a vida mostra nosso passado,
deixando a cada um de nós sua lição.
Lição de sabedoria e amadurecimento,
onde nós as condições não é diferente
e cada um supera seus limites.

Os valores que tenho, levo com segurança.
Em mim os valores não são em vão,
aprendi no tempo e aceitei
as condições da vida como ela é.
E ensino minhas lições que aprendi
a quem necessita e quer aprender e viver.
Vivo pro bem sem limitações.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

É PRIMAVERA

É primavera,
trazendo em suas vestes
muita cor e alegria
onde as flores e os verdes são vibrantes.

É primavera
nos trazendo cores e esperança,
e o inverno ameno
ele se vai.
É primavera
no jardim as flores
fica tudo mais belo
e perfumado.

É primavera,
o... linda estação
florindo corações 
e despertando amor.

Primavera que seduz
num tempo sem espera
reluzindo o dia
com o toque do Sol.
É primavera.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 18 de setembro de 2011

NÃO É NECESSÁRIO PALAVRAS



Ando mal acostumado
sinto,  que estou cada vez mais preso a ti.
Suas carícias sinto falta
os dias e as noites sinto sua falta.

O tato de seus dedos e mãos
é a delícia que gosto de sentir.
Unhas e mãos cuidadas e delicadas,
especial é sentir seu toque jovial.
Ao pegar suas mãos
não é necessário palavras,
a emoção esta em sua pele
ao toca-la sinto seu coração disparar;
Minha doce amada...
Nossos silêncio é tudo.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

MINHA LUZ



No brilho do teu olhar
vejo luz e sedução,
entre nós não há distancia
e você se torna meu anjo.

És a chama que me conduz
és minha luz,
e quando se aproxima
seu olhar me diz tudo.

Sinto tua energia
não da pra evitar...
sei que vai se aproximar
e vai me amar.

 Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 11 de setembro de 2011

O MUNDO PEDE PAZ



11 de Setembro...
QUE MANHÃ.
Do céu a vingança o ódio
e das torres imponentes
agora fragilizada.

Onde uma cidade bela
esta em pânico
e ao chão pessoas.
A dor do silencio;
A dor do impacto fatal.

Pra que tanto ódio,
se o amor é a razão da união
é a razão da cultura civilizada;
é muito fácil conquista-la
com a integração entre povos.

No solo vidas inocentes
a morte estava presente
perplexo o mundo
onde por instantes
vulnerável todos estavam.

do outro lado
covardes e sem escrúpulos
com a mente e sede de vingança
põe o mundo em alerta;
o mundo e a humanidade quer harmonia entre povos
O MUNDO PEDE PAZ...

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

SONETO AO PAIZÃO

Paizão, todo filho te quer por perto
onde as lições de vida e o amor ao próximo
guardo em meu peito.

Paizão, nos meus erros
e nas minhas incertezas
tu estavas pronto a me ouvir.

Paizão, queria tua voz
e do teu olhar
o entendimento certo.

Só tu meu Paizão
nos pune com seu amor
salva guardando de erros.

Paizão, você foi em minha
maior lição de vida
mostrando o caminho certo
através do teu amor;
Obrigado Paizão.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira cardoso

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

SONETO DO AMOR E PAZ


No peito a dor
a dor da despedida
com minhas mãos tremulas
e a mente deturpada
ficarei sem respostas
de minhas perguntas que virão.

Na busca o alento se perde
e pela janela a felicidade se foi
onde seu medo e tudo mais
deixou de existir
e eu como aprendiz me calo.

Tudo se rompeu
a esperança já não existe
e nas tuas promessas
em vão vai ficar.
Só o amor e paz de espírito
que ensinou vai ficar.

 Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 28 de agosto de 2011

SONETO DO AMOR



O fogo que arde
a dor da ferida
sentimento que não se sente
dor que vem sem dor
e nada se sente
e nada se vê.

A  solidão que vem;
O amor que se perde;
O contentamento que não vem;
O querer que não quer.

A vitória do vencedor;
A vontade que não vem;
A existência do início;
Amizade do coração
e a causa é o amor.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 23 de agosto de 2011

LAÇO QUE SE ROMPEU



Faz tanto tempo
porem não imaginava
que te amava tanto assim.
  
Este laço que se rompeu 
juro que não entendi
vai ser difícil te esquecer um só instante.

Em seu quarto lá sozinho
te vi sofrer, mas ao me ver se fez forte
com a sede e a vontade de viver.
  
Sai abalado e em mim tudo se desmoronou
minhas noites sem dormir
pensamentos que me fez delirar de sua fragilidade.
  
Não imaginei que fosse Tão rápido
imaginei de quando voltasse
lhe encontraria feliz ao nosso lado.
   
Pai, agradeço a Deus por ter sido meu Pai
não tem jeito você se foi
e em mim esta saudade de todos os dias.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sábado, 20 de agosto de 2011

EU E VOCÊ


Não sou anjo e...
tão pouco tenho asas.
Quando me dou conta, estou com você.
Será um sonho?
  
Quando adormeço e...
a noite se faz madrugada.
Me vejo ao teu alcance,
sonho ou realidade.

Adormecida me vejo perto
posso sentir teu calor.
estendo os braços
acaricio seus cabelos.

Sonho que não é sonho
imaginação ou realidade.
Vibro ao te ver
me faz bem sentir você.

Sonho contigo
nesse sonho nos encontramos
 eu e você.
Sonho é um sonho
ou encontro dos espíritos.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso





sexta-feira, 19 de agosto de 2011

SINTO NO TEU OLHAR


No teu olhar vejo luz
luz que transmite poesia,
oh... minha inspiração
e fonte da minha energia.

Teu olhar malicioso
e teu beijo carente,
sem palavras e no silencio
entendo sua vontade.

Como magia me chama
sinto no teu olhar,
no teu jeito de me beijar 
sinto todo o teu vigor.
  
Basta sentir meu calor,
basta sentir meus beijos
e no toque do seu corpo
se entrega sem dizer nada.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso
 
Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

MEUS IRMÃOS, O AMOR ESTÁ ENTRE NÓS



No decorrer da vida
me comparo a 1/4 do nosso coração,
onde nas veias corre a esperança e o amor.

Deise, é a outra parte da vida 
e do coração, és guardiã dos que te cercam
e o sorriso contagiante de quem precisa de ti.

Walter, esse se acha o Super-Herói e dono da verdade,
onde na verdade tem o coração mole e sofre como nós
e viver na dor e na distância não é o caminho.

Hedilla, é o complemento do coração é a presença quando não estamos,
é a rota do caminho a seguir
e a força de todos que nesse caminho á seguem.

Meus irmãos,
Unindo nossas partes iguais
o coração se completa,
onde o amor o carinho e a união
faz parte de nossas vidas.
Seja qual for o caminho que seguirmos
nosso amor estará entre nós 
e no coração.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso
Imagem: Meramente Ilustrativo ( Google )

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sábado, 13 de agosto de 2011

PAI, EU QUERIA SER FORTE


Hoje seria seu dia
 Dias dos pais.
 Saudade que dói
 saudade do teu abraço
 saudade do teu olhar carinhoso.
  
A saudade ainda hoje persiste
 em querer te ouvir
 olhar pra ti
 e beijar teu rosto.
 Saudade de tudo que me ensinou.
  
Hoje te queria do meu  lado
te dar o meu abraço,
 hoje sinto que ficou na lembrança
 teu olhar e a saudade
 hoje queria ser forte e não chorar meu Pai.
  
 Hoje será o primeiro dia dos pais sem você,
 vai doer por não estar ao meu lado
 vai doer por não me sentir forte.
 Peço a Deus seu conforto
 pra superar a falta que você me faz.
 Saudade de ti meu Pai,
 Feliz dia dos pais.

 Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 9 de agosto de 2011

LÁGRIMAS DO CORAÇÃO



Lágrimas que rolam
 ao lembrar de você meu Pai.
 Pai que me deu atenção
 Pai que me deu carinho.
 Você meu Pai foi meu espelho.
 
Onde aprendi o valor do seu amor
choro por lembrar dos seus conselhos
 choro por não ter tido mais tempo do teu lado.
 Tudo que vivi
 foi pouco e queria muito mais...

 Pai, choro de saudade
 saudade que dói no peito
 e no coração.
 Lágrimas de um coração
 que sempre te amou com muito orgulho.
 Pai te amo.
  
Autor: Edison de Oliveira Cardoso 
  
Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

A LENDA DO CIRCO


Quero dizer-te
que sou personagem
do circo que criei.
Ilusão ou não
sigo o que a vida me da.

No meu sonho
vi o mundo la fora
como todos o vêem.
Der repente a luz
sobre olhares atentos.

No bastidor
uma voz me diz...
é chegada a hora
me apavorei por não ser artista
fechei os olhos e...
ao abrir a lona do circo sumiu.

As crianças atentas
sem palhaço
toda alegria se foi
e no palco da vida
a lenda do circo
era um sonho.

Autor: Edison  de Oliveira Cardoso

 Escritor  e Poeta
 Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 7 de agosto de 2011

QUERIA SER


Nos teus pensamentos
e no teu coração
eu moro.
Moro porque me amas.

Amor e carinho
muitas vezes ausentes
pela distancia.
Sei que estou lá.

Tímida no falar
tímida no agir.
Quando estamos juntos
tudo se transforma.

Brincadeiras e risadas
é só alegria.
Adoro você do meu lado
me dando paz e felicidade.
Queria ser seu pai e
ter você como filha.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso
Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

SEM MEDO


No teu olhar tímido
e nos teus gestos de carinho
que entendo o que quer.
Te sigo nos pensamentos
e acabo nos teus braços.

Me chama com seu sorriso...
é no calor do teu corpo
que aconchego o meu.
Sentindo seus desejos
me sinto todo seu.

Caricias de amor
desejos ardentes
se entrega sem medo.
Nos meus braços
sinto teu prazer.

É na cumplicidade
desses nossos desejos
e deste amor
que nos entregamos
um ao outro sem medo.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

domingo, 31 de julho de 2011

SEM LIMITAÇÕES


Cada um de nós vivemos
em fases diferentes,
podendo ser na tristeza e na alegria,
podendo ser na escuridão e na clareza,
a vida nos mostra os lados negativos e positivos.

A vida nos mostra o lado do passado,
deixando a cada um de nós sua lição.
Lição da sabedoria e do amadurecimento,
onde nós as condições é edificante
e cada um supera seus limites.

Os valores que tenho levo com segurança,
Em mim os valores não são em vão.
Aprendi no tempo e aceitei,
as condições da vida.
ensino minhas lições que aprendi
a quem necessita e a quem quer aprender.
Vivo pro bem e sem limites.

                                                        Autor: Edison de Oliveira Cardoso

 Escritor e Poeta
 Edison de Oliveira Cardoso

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Ser Criança


Hoje um Homem feito,
vejo tudo desmoronar.
Vejo a terra me engolir,
nos meus pés um vazio.
  
Olho em minha volta você não esta,
que me possa estender suas mãos, 
e me dar a chance de seguir
para ser um Homem respeitado.
  
Diante de tudo e de todos 
quero  ser criança,
esquecer a maturidade
e a minha mocidade.

Quero minha infância
e nas lágrimas de criança
balbuciar palavras
de esperança e inocência
sem pensar no amanha e ser feliz.

                                                                              Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quinta-feira, 28 de julho de 2011

ALEGRIA DE TE AMAR


Amor não se diz só por dizer,
é o sentimento que vem de dentro.
Chega em silencio,
chega sorrateiramente,
quando se percebe esta no coração.
Não vendo a existência de fronteiras
e dos lugares que chega.
O amor não tem hora de chegar.
O amor quer ter seu espaço.
O amor esquece das razões.
Que no peito bate um coração que
muitas vezes é forte,
e que muitas vezes esta fragilizado.
O amor é assim,
chega sem avisar,
dando alegria de te amar.

                                                          Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

quarta-feira, 27 de julho de 2011

COMO MEU PAI


Meu Pai me fez livre.
Meu Pai me fez ver a sabedoria.
pra ver as necessidades e resolve-las.

Meu Pai me viu chorar,
pelo que perdi.
Meu Pai me viu sorrir,
das minhas conquistas.

Meu Pai me viu triste,
pelo direito que me foi negado.
Meu Pai me viu amargurado,
pela lágrima no rosto.
  
Meu Pai me deu força,
nas horas de fraqueza.
Meu Pai me explicou,
que nossa força vem do nosso interior.

Meu Pai me ensinou,
quando se tem amor no coração tudo se faz.

Meu Pai me segurou em suas mãos
onde me senti forte e seguir livre,
como meu Pai.
Meu Pai me ensinou...

                                                               Autor: Edison de Oliveira Cardoso


 Escritor e Poeta
 Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 26 de julho de 2011

CONTIGO MEU PAI


Amar você é tudo,
Sentir saudades... dói,
Não ter você, é cruel.
Pai, sua amizade pra mim
sempre foi verdadeira e sincera.

Contigo meu Pai, caminhei na verdade
e aprendi a essência do amor leal.
Hoje eu entendo
o seu amor por nós
e a preocupação na despedida.

Doeu demais sua partida,
onde não houve despedida
e seu abraço e seu beijo ficou...
Pra mim você não se foi
e no coração levo você.


                                                                      Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Escritor e Poeta
Edison de Oliveira Cardoso

sexta-feira, 22 de julho de 2011

VIVER SEM VOCÊ


Se passaram trinta dias meu Pai,
que você partiu.
Esse tempo é uma eternidade.
Já fiquei longe de ti, 
mas sabia, quando queria 
estaria ao seu lado.
  
 Como esquecer você me Pai.
 Sua atenção e preocupação
 nunca havia diferença
 e nada deixou faltar a todos nós.
 Todos compartilhavam sem nada faltar,
 queria nós por perto, isso lhe bastava.
  
 Nossa presença ao teu lado,
 só lhe dava alegria e satisfação.
 Era só olhar nos seus olhos
 e perceber sua felicidade.
 Sem distinção sua conversa era
 calma e determinada, nos dando paz.
  
 Hoje preciso aprender
 a viver sem você.
 Pai, isso foi o que não me ensinou.
 Sou parte de você e...
 pra mim você não morreu.
 Você meu Pai, faz parte de mim
em meu coração é sua morada.
 Saudades meu Pai, te AMO.

                                                                       Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Imagem: Foto Edison de Oliveira Cardoso

 Escritor e Poeta
 Edison de Oliveira Cardoso

segunda-feira, 18 de julho de 2011

ALTA MADRUGADA



É no toque da pele,
no brilho dos olhos,
onde o sol reflete,
neste dia tão lindo.

Teu doce perfume...
ainda sinto no ar,
o seu sorriso na melodia
eu posso escutar.

Na chuva da noite,
procuro estrelas,
brilhantes ou não,
assim sou eu.
Na dor da saudade,
eu adormeço.
Na alta madrugada,
sei que vem me amar.

Ainda lembro,
com olhar de desejos e
suas mãos no meu corpo
pedindo pra te amar.


                                                  Autor: Edison de Oliveira Cardoso

 Escritor e Poeta
Edison de Oliveira cardoso

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Pai... Só o teu olhar ficou

 Ao teu lado,
pedi o seu olhar.
No silêncio,
Nenhuma palavra.

Seu olhar ao longe,
senti teu desejo,
como outras casuais,
onde me colocava em fantasias
e sonhos pra ouvir.

Pai... hoje teu olhar,
não deixou estratégias,
não deixou fantasias,
e sim saudades,
e silencio.

Pai... hoje suplico,
o seu amor e seu beijo,
onde o teu silencio,
machuca minha alma.

Pai... o teu abraço caloroso,
ficou na saudade,
assim como a tua bondade
e teus sentimentos.
Teu olhar Pai, ficou na saudade.

                                                             Autor: Edison de Oliveira Cardoso


Poeta e Escritor
Edison de Oliveira Cardoso

terça-feira, 28 de junho de 2011

PAI... MEU HEROI




Hoje, criança não sou mais,
hoje já não vive a sua plenitude
dos dias de ontem como queria.
Queria essa plenitude de ontem
ao meu lado, tendo a impressão
do seu ombro amigo hoje.

Hoje sua esposa, filhos e teu lar
ou seu trabalho que já ficou pra traz,
me dizem que realizou tudo ou
poderia ainda realizar.
Hoje a saudade ficou,
hoje sinto a sua falta e 
de seu ombro amigo.

Hoje queria meus olhos todo voltado a você,
hoje queria o seu abraço e sua atenção.
Sempre agradeço a Deus por ter sido meu Pai,
Pai, que por motivo fútil me deixou,
essa distancia dos olhos e presença.
Hoje essa alegria de ser seu filho é triste.

Quando cheguei pra alegrar sua vida
teu coração se encheu e quase explodiu
de felicidade e sei que pelos meus irmão foi igual.
Seu sorriso acanhado, maroto e curioso
não se continha em me ver,
frágil num minúsculo berço.

O tempo passou e seu passos
já curtos e lentos e tudo me preocupa,
pela sua fragilidade.
Nesta fragilidade muitas riquezas
nos mostrou em sua vida e
ao lado de todos que o amavam.

Ontem quando lhe vi
essa fragilidade estava abalada,
e ao sentir minha presença se fez forte
pra me ver feliz e sem dor.
Tantas riquezas meu pai,
você me deu através do teu amor.

Naquele quarto minha imagem ficou
e ali seus olhos azuis fechou,
fechou pra viver outra vida
em prol eu sei a quem precisar.
Saudades e dor por ti senti,
desespero de te perder,
e não poder dizer... meu Pai.
Pai, você foi meu herói;
Pai, você foi meu amigo e tudo que um Pai pode ser.

Autor: Edison de Oliveira Cardoso

Poeta e escritor
Edison de Oliveira Cardoso